Dia do Braille no Centro de Apoio à Aprendizagem

No âmbito de uma Escola Inclusiva, assinalou-se, no Centro de Apoio à Aprendizagem, da Escola Quinta das Palmeiras, o Dia do Braille – 4 de janeiro. Foi proposto aos alunos que experimentassem perspetivar a vida de uma forma diferente – sem recurso ao sentido da visão. Desta forma, puderam estimar o valor que a escrita Braille tem para as pessoas invisuais, sem a qual não poderiam comunicar por escrito.

Sabias que O Dia Mundial do Braille se comemora a 4 de janeiro?

A data de 4 de janeiro assinala o nascimento de Loius Braille, o criador do sistema de leitura e de escrita Braille, que permite através do toque facilitar a vida das pessoas invisuais e a sua integração na sociedade.

Braille ficou cegou aos 3 anos de idade e aos 20 anos conseguiu formar um alfabeto com diferentes combinações de 1 a 6 pontos que se alastrou pelo mundo e que ainda hoje é usado como forma oficial de escrita e de leitura das pessoas invisuais.

Livros, folhetos, medicamentos, cd’s, dvd’s, são alguns exemplos de produtos com impressão em Braille para facilitar a perceção do conteúdo.

O Braille é composto por 64 sinais, gravados em papel em relevo. Estes sinais são combinados em duas filas verticais e justapostas, à semelhança de um dominó ao alto. A leitura faz-se da esquerda para a direita.

Em Portugal, no âmbito do Instituto Nacional para a Reabilitação, I. P, destaca-se o importante papel do trabalho desenvolvido pelo Núcleo para o Braille e Meios Complementares de Leitura.

Sandra Diniz Morais